Ajustando velhos ditados

0
935

         Dia desses, correndo os olhos pelas notícias, fatos, curiosidades, deparei-me com a novidade de que achei assaz interessante.

         Ri-me de uns, de outros apenas e tão somente concordei, tamanha a lucidez com que eles manifestam, ou, expressam nossos dias atuais.

Vocês vão entender…

         Se formos analisar ao que antes se dizia, é perfeitamente adaptável ao que hoje se pode dizer, sem sombra de dúvidas.

         Aliás, a sabedoria popular é algo que jamais se pode duvidar, pois sempre contém na sua essência, a verdade de que todos nós buscamos.

         Está ali, no contexto, tudo aquilo que pensamos ou que gostaríamos de dizer.

         E, dentre isso, estão os ditados populares, que inteligentemente, foram ajustados aos tempos de agora e, que, achei muito próprio ao que hoje nós vivenciamos.

         Procurei, em vão, o autor ou autores, para lhes dar o crédito, contudo, minha pesquisa em nada resultou, mas que não invalida o mérito.

         Vocês vão poder observar que as coisas acontecem exatamente como está escrito, ou melhor, como está dito, pela criatividade de quem os criou.

         Talvez, pensassem eles, que haveria uma necessidade de adaptação destes velhos “ditos”, não todos, mas de alguns que se tornassem mais propícios aos tempos de hoje.

Como estamos na “Era Digital”, era premente atualizar a palavra popular, foi necessário rever os velhos ditados existentes, e adaptá-los à nova realidade.

Vejam como alguns ditados populares ficaram e, depois, me digam se não ficaram geniais…

 

  1. A pressa é inimiga da conexão.
  2. Amigos, amigos, senhas à parte.
  3. A arquivo dado não se olha o formato.
  4. Diga-me que chat frequentas e te direi quem és.
  5. Para bom provedor, uma senha basta.
  6. Não adianta chorar sobre arquivo deletado.
  7. Em briga de namorados virtuais não se mete o mouse.
  8. Hacker que ladra, não morde.
  9. Mais vale um arquivo no HD, do que dois baixando.
  10. Mouse sujo se limpa em casa.
  11. Melhor prevenir do que formatar.
  12. Quando um não quer, dois não teclam.
  13. Quem clica, seus males multiplica.
  14. Quem com vírus infecta, com vírus será infectado.
  15. Quem envia o que quer, recebe o que não quer…
  16. Quem não tem banda larga, caça com modem.
  17. Quem semeia e-mails, colhe spams.
  18. Quem tem dedo vai a Roma.com
  19. Vão-se os arquivos, ficam os back-ups.
  20. Aluno de informática não cola, faz backup.
  21. Na informática nada se perde, nada se cria. Tudo se copia…. E depois se cola.

         Nota 10, com louvor.

         Nada mais a acrescentar, a não ser tecer elogios a quem se dispôs a pensar sobre isso, trazendo-nos um pouco de amenidades, em um universo tão cheio de beligerâncias.

         E, não esqueçam de, daqui em diante, adotá-los, pois brincadeira ou não, eles também expressam verdades que hoje estão contidas na era digital.

         Bom proveito.