As manias de ler

0
207

Cada um tem a sua mania de ler.
Falo da leitura de livros, de bulas, letreiros de lojas, receitas de bolos, ou outra coisa qualquer, porque também nessas leituras, cada um imprime a sua técnica.
Duvidam?
Por exemplo, ler um letreiro de loja…quem nunca tentou ler o nome da loja de trás para frente?
Nunca? Duvido.
E a bula de um remédio, quantos chegaram até o fim do que ali está escrito, ou melhor, quantos já foram direto ao que lhes interessa, sem dar importância para o restante?
Receita de bolo?
Bueno, essa obrigatoriamente tem que ler até o fim e, ler do fim para o começo vai ficar engraçado, mas, geralmente são decoradas…quero dizer que ficam na memória para todo o sempre…as melhores.
Claramente não existe um método, ainda mais científico, de leitura e, muito menos um perfil de leitor.
Ler deitado, ler caminhando, ler sentado, de lado, ler no carro…ah, essa é uma arte que muito poucos conseguem executar.
Eu, por exemplo, não consigo ler com o carro ou o ônibus em movimento, porque fico literalmente tonto.
Muito pela labirintite, é verdade, mas existem pessoas que nada sentem e, principalmente ao fazerem uma viagem longa, já providenciam num livro, ou revista, até mesmo escrever aquele texto que faltou tempo para tal.
Não consigo, nem mesmo manusear o celular.
Por falar em celular, os médicos recomendam que seu manuseio antes de dormir é prejudicial, principalmente por causa da sua luz clara, que faz com o que o cérebro fique em alerta e, por consequência, vai naturalmente retardar o sono.
Já um bom livro, com uma luz amena de cabeceira e um tema atraente, é a receita ideal para conquistar um bom descanso.
Claro que tem muitas pessoas que mal ligam a televisão, por exemplo, e já estão ressonando, outras não conseguem nem ler uma página do livro e, roncam esplendidamente.
Vejam que não existe uma maneira correta de ler e nem um modelo ideal de leitor.
Nos metrôs das grandes cidades, vemos muitas e muitas pessoas fazendo daquele tempo, seus momentos de leitura, a caminho do trabalho.
Me incluo no grupo daqueles que precisam de silencio e concentração para ler.
Nada, absolutamente nada a me distrair, caso contrário, a leitura de uma página passa a ser lidas 3 ou quatro vezes e, o livro ao invés de ser um lazer, torna-se um calvário.
E, estou junto daqueles que gostam de ler um ou mais livros ao mesmo tempo.
Justificativa: para ter diversos temas ao mesmo tempo sendo abordados, o que não torna a leitura uma rotina da mesma ideia.
A variedade de gêneros ao mesmo tempo é uma aventura para a mente, alma e coração.
São sentimentos misturados, que dão a dimensão da nossa capacidade de absorver as filosofias expostas pelos temas oferecidos.
Para mim, estas leituras não causam conflitos, pois ler um poema, um romance ou um ensaio, é saudável pelas indagações intelectuais que causam.
A verdade é que ler é muito bom, aliás, é ótimo…sensacional!
Não há regras.
Com o tempo, cada um sabe como aproveitar os livros que tem ou compra.
Um leitor habitual sempre terá uma mania ou uma “rotina”, mesmo que seja uma bula de remédio ou uma receita de bolo.
O bom mesmo é sempre estar lendo, nem que seja O Pequeno Príncipe (com o perdão de Antonie de Saint-Exupéry) pela décima vez, para tentar entender a mensagem que dizem ter…
“Ler é sonhar parado”
Thyago