Cientista explica a relação entre alterações do sono e aumento da queda capilar

0
312

Jackeline Alecrim, cientista expert em queda capilar e distúrbios do couro  cabeludo, explica como alterações no sono  interferem na saúde do cabelo

Dormir bem é também uma das atividades mais importantes para a manutenção da saúde corporal, inclusive dos fios. Durante o sono há a restauração do organismo em diversos aspectos fisiológicos e metabólicos. Por isso, é necessário ter atenção à qualidade do sono, para manter o bom funcionamento de sistemas que controlam o ciclo capilar, que é complexo e demanda uma grande quantidade de energia para manter o equilíbrio de reposição de fios e crescimento capilar.

Jackeline Alecrim, cientista expert em queda capilar e distúrbios do couro cabeludo, explica que existem alterações decorrentes de fatores como estresse, alimentação, exposição à luz branca e até mesmo mudanças de fuso horário ou irregularidade de uma rotina de sono adequada que podem afetar a saúde dos cabelos. “Existe uma relação já comprovada entre a saúde dos fios e o sono. Viagens, por exemplo, podem alterar o ciclo do sono. Desse modo, o cabelo também acaba sofrendo alterações”, explica a cientista.

Publicidade

Um outro ponto a ser considerado é que uma baixa qualidade de sono afeta além da imunidade e da secreção hormonal, o estado físico dos indivíduos. “O estresse além de poder causar a queda dos fios, pode ainda, acelerar a perda definitiva do cabelo, através de alterações progressivas causadas nos folículos pilosos ao longo do tempo. Então, se uma pessoa está em uma viagem e o fuso-horário mudou drasticamente, ou ela não está dormindo bem por outra razão, é possível que o nível de estresse aumente, afetando a produção da melatonina, que também tem relação com a saúde capilar”, pontua Jackeline Alecrim.

A melatonina é o hormônio responsável pelo ciclo sono-vigília e participa de diversos outros processos. É também responsável pelo efeito antioxidante, que pode evitar danos a diversas células. “Ou seja, uma baixa produção de melatonina, por quaisquer motivos, pode levar ao envelhecimento precoce, o que pode refletir inclusive no cabelo, em forma de aumento da queda capilar”, aponta a cientista.

Publicidade

Para evitar sofrer com queda capilar durante as viagens, ou em situações de estresse, Jackeline recomenda que é importante zelar por um bom padrão de sono. “O cuidado maior deve ser dado a manter bons hábitos antes de dormir, evitar distrações, não realizar refeições muito pesadas e evitar alimentos estimulantes ao menos quatro horas antes de dormir, como é o caso do café e do refrigerante. Também deve-se evitar exposição prolongada a telas e a luz branca, que comprometem o alcance de um sono profundo e restaurador. Meditação e terapias com óleos essenciais podem ser excelentes escolhas para alcançar uma noite relaxante e um padrão de sono adequado”, aconselha. Além disso, pode-se considerar a suplementação com melatonina oral para auxiliar no tratamento de jet-lags ou outros problemas.

Sobre Jackeline Alecrim

Jackeline Alecrim é pesquisadora e desenvolvedora de formulações científicas para queda capilar, distúrbios do couro cabeludo, alopecias e danos no fio; cientista e especialista em cosmetologia avançada; fundadora da empresa de cosméticos Magic Science Brasil, que é destaque nacional e internacional pela eficácia clínica de seus produtos. Jackeline também faz sucesso com dicas de saúde capilar nas redes sociais, contando com mais de 90 mil seguidores no instagram.