CISMAS (Coluna de Opinião)

0
388

QUEM VAI TER CORAGEM DE…

…terminar algum dia com isso?

         Quem vai ser honesto consigo mesmo e com os brasileiros e perceber que tudo isso é uma afronta, um contrassenso, um absurdo?

         Um esbanjamento, um desperdício, uma calhordice.

         Quem vai honrar, verdadeiramente os votos recebidos?

Estamos falando do Fundo Eleitoral.

         Pois semana passada foi sancionado pelo presidente da República (não que tenha sido ele quem criou, não) a Lei Orgânica donde está incluído neste orçamento, o famigerado Fundo Eleitoral.

         Pois pasmem e isso já foi notícia em outras oportunidades, que este tal Fundo Eleitoral prevê, ou melhor, entrega, doa, dá de mão beijada para os políticos gastarem em suas campanhas eleitorais, o valor de R$ 4,96 bilhões.

         Sim, é isso mesmo que vocês está lendo: R$ 4,96 bilhões para a campanha eleitoral deste ano de 2024.

         E quem são os responsáveis por este acinte, por esta pirraça?

         O Congresso Nacional, pois foram eles que legislaram e votaram a favor desta fortuna e, é claro, em causa própria e de seus pares.

         R$ 4,96 bilhões…em análise feita pelo jornalista da GZH, Daniel Scola em sua coluna do dia 02/02/2024, ele fez uma comparação e, veja só: o custo total da Rodovia do Parque, que liga Porto Alegre a Sapucaia do Sul, custou R$ 1 bilhão.

         A reforma e ampliação do Hospital de Clínicas em Porto Alegre custou R$ 556 milhões e possibilitou a criação de 92 leitos de CTI.

         E o Fundo Eleitoral, do nosso dinheiro e para os políticos mentirem nos palanques para o povo, R$ 4,96 bilhões!

         Ah, não é assim, não mentem, não enganam nos palanques e no corpo-a-corpo?

         Pois então respondam: quantos por cento daquilo que eles prometem em suas campanhas eleitorais, eles cumprem?

         Sejam sinceros…

         O PL e o PT são os partidos que mais vão ganhar: PL = 863 milhões e o PT = 604 milhões (números informados pelo jornalista Daniel Scola).

         Vejam mais números informados por este jornalista: no primeiro ano da criação deste fundo o valor orçado foi R$ 1,8 bilhão; em 2020 passou para R$ 2 bilhões e agora chegaram aos R$ 4,96 bilhões…

         Pelo que se vê, a cada eleição os valores serão maiores, ou alguém duvida que não?

         Aproveitam-se eles, como sempre fazem, do dinheiro público para se regozijarem-se, satisfazerem-se, deliciarem-se.

         E o pior: só quem pode acabar com isso são eles mesmos.

         Sinceramente?

         Quem de vocês acredita que em algum dia tudo isso vai terminar?

         No entanto, já que não tem outra saída, bem que poderiam os políticos honestos, os dignos, os decentes, renunciarem estas “ajudas” e doarem para a saúde e a educação dos seus municípios.

         O que vocês acham?

Fica a dica…