CISMAS (Coluna de Opinião)

0
555

AS ÁGUAS CONTINUARÃO A ROLAR… 

         Infelizmente, o assunto ainda é recorrente e, será por muito mais tempo.

         Não temos como fugir desta pauta, principalmente (e sabemos muito bem disso), porque ainda temos um caminho árduo para percorrer, logo ali na frente.

         Estamos falando da reconstrução de um Estado inteiro, pois que, mesmo que as pessoas que não tenham sido atingidas pelas enchentes, mesmo assim, estão também dentro desta luta, seja como for (socorristas, voluntários, doadores), mas estão dentro.

         Todavia, este caminho a ser percorrido também deve ser acompanhado por estudos profundos em trato da natureza, das águas, dos rios, das chuvas…

         As águas não vão parar por aí, porque as águas querem passar e os rios estão clamando pelos seus caminhos, estão sangrando campo afora, estão doentes.

         E nós, seres humanos, que se entenda de uma vez por todas e com este belo (mas triste, mas calamitoso, mas oneroso…) exemplo, não somos, definitivamente, mais poderosos que a mãe natureza.

         As águas falam, a terra fala.

         E o que temos em nossas mãos para que se possa enfrentar tudo isso em harmonia com as águas, com a terra, com a natureza em si?

         A ciência.

         Precisamos devolver ao que era antes, visto que a conta chegou por tanta agressão que nós mesmos assim o fizemos, e os estudos aprofundados de como fazer, existem.

         Basta, para tanto, apenas e tão somente ouvir o que as águas, o que os rios estão dizendo, ou melhor, estão nos dizendo.

         Ah! Sim. O progresso é bom…não resta nenhuma dúvida sobre isso…, mas, desse jeito?

         Está mais do que na hora de nós nos mudarmos, nos relacionarmos extremamente mais e melhor com o meio ambiente.

         Querem um exemplo? Pois já falei isso aqui neste espaço e, apenas em um dos fatos que acontece aqui mesmo na nossa cidade…querem saber o que é que eu disse e afirmei? Pois então procurem por aí o que dissertei sobre os asfaltamentos das ruas de Encruzilhada do Sul.

         Por um acaso o prezado leitor ou a prezada leitora, já ouviram falar em “despavimentação”?

         Pois então, também pesquisem.

         Ciência, estamos falando de ciência em prol da natureza e nosso relacionamento com ela…precisamos nos moldar a ela.

         Como disse dia atrás a colunista de GZH, Juliana Bublitz, em sua coluna: “…mudar significa deixar a omissão de lado, porque não temos plano B e, muito menos, planeta B!”

         Ah! E por favor! Deem uma grande atenção, não só para a reconstrução material, mas, e, principalmente, a questão psicológica das crianças…é por elas que clamamos as mudanças.

         As águas continuarão a rolar…

-:-

 

Uma grama de ação vale uma tonelada de teoria.

Friederich Engels