Exportações do Estado atingem US$ 3,2 bi no 1º bimestre Por: Portal Arauto

0
145

As exportações do Rio Grande do Sul atingiram US$ 3,2 bilhões no primeiro bimestre de 2023, segundo maior valor da série histórica para o período desde 1997. A quantia coloca o Estado na quinta posição no ranking nacional das vendas ao exterior, responsável por 7,4% do total embarcado pelo país no período, que somou vendas externas de US$ 43,37 bilhões. O fumo não manufaturado, com embarques que somaram US$ 406,45 milhões – alta de 23,2% na comparação com o mesmo período de 2022 –, liderou a lista de produtos mais vendidos do Rio Grande do Sul.

Os números das exportações gerais do Estado foram divulgados nesta sexta-feira (24) pelo Departamento de Economia e Estatística, vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (DEE/SPGG). Os dados do material, elaborado pelos pesquisadores Ricardo Leães e Sérgio Leusin Júnior, usam como fonte o Sistema ComexStat, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, e apontam, pelo segundo ano seguido, para vendas externas acima do patamar de US$ 3 bilhões no período. No primeiro bimestre de 2022, o comércio do Estado com outros países somou US$ 3,23 bilhões.

Publicidade

Entre as maiores baixas na comparação com o primeiro bimestre do ano anterior estão os cereais (total de US$ 386,3 milhões; -18,7%), soja em grão (total de US$ 175,9 milhões; -25,5%), outras matérias plásticas em formas primárias (total de US$ 20 milhões; -59,2%) e polímeros de etileno, em formas primárias (total de US$ 70,9 milhões; -24,5%).

Por outro lado, além do fumo não manufaturado, entre os principais produtos que apresentaram crescimento estão a carne de frango (total de US$ 237,9 milhões; + 25,6%), celulose (total de US$ 199,7 milhões; +39,1%) e óleo de soja (total de US$ 133,8 milhões; +103,8%).

Entre os produtos de fora do agronegócio, destacaram-se os calçados, com vendas externas de US$ 97,3 milhões, e partes e acessórios de veículos automotivos, com um total exportado de US$ 88,7 milhões nos dois primeiros meses do ano.

Publicidade

Principais destinos

Em janeiro e fevereiro de 2023, o Rio Grande do Sul exportou para 161 destinos do mundo. Na liderança dos países importadores está a China, responsável por 16,3% do total das compras, seguida da União Europeia (13,9%), Estados Unidos (8,7%), Indonésia (5,7%) e Argentina (4,6%). Em comparação com o mesmo período do ano passado, as vendas para a União Europeia foram as que apresentaram a maior queda (menos US$ 139,5 milhões; -23,9%), seguida, em valores absolutos, por Marrocos (menos US$ 56,6 milhões; -98,3%) e Chile (menos US$ 35 milhões; -41%). Entre as maiores altas estão as exportações para a Indonésia (mais US$ 94,6 milhões; +107,7%), Vietnã (mais US$ 59,7 milhões; +71,1%), Irã (mais US$ 37,1 milhões; +394,8%) e China (mais US$ 30,9 milhões; +6,3%).

A manutenção do país asiático como maior comprador dos produtos gaúchos foi sustentada pelo aumento nas importações do fumo não manufaturado, carne suína e carne de frango, a despeito das reduções das compras de soja em grão.

Fonte: Governo do Estado do RS