Mudança no Plano de Carreira do Magistério é aprovada pela Câmara

0
1480
Aprovação provocou revolta dos educadores
O Projeto de Lei 018/2022 foi aprovado na sessão desta segunda-feira (21) da Câmara de Vereadores por 7 votos a 3. Apenas os vereadores Cristina Boni, Jeferson Rodrigues e Sidnei Nunes se posicionaram de forma contrária.

Dezenas de professores foram assistir de perto a votação do projeto que resultará em grandes perdas para a categoria. No início da sessão, foi concedido espaço para manifestação oficial do Sindicato dos Profissionais da Educação – SINPE, que foi representado por sua vice-presidente, Jani Damé, que relatou as dificuldades do órgão em dialogar com o Executivo municipal, dentre outros pontos relativos ao PL e a história do Sindicato no município.

Os vereadores da base governista encaminharam documento ao Prefeito Municipal solicitando que seja feito estudo orçamentário para que seja devolvido ao magistério as vantagens referentes aos triênios e quinquênios, bem como as vantagens quando do provimento de 15 e 25 anos de serviço público, um dos artigos polêmicos do projeto que acabou sendo aprovado.

Logo após a aprovação do projeto, a revolta tomou conta dos professores que assistiam a votação e o presidente da Casa, Luís Carlos Moreira (Galera), encerrou a sessão mesmo sob protesto dos vereadores da oposição.