Projeto do Vereador Diudio denomina as ruas Marcos Freitas e Felicidade Aurora B. dos Santos

0
1002
Na manhã do último dia 11 de fevereiro, aconteceu a inauguração de duas placas que fazem homenagem a queridas figuras públicas, que deixaram saudades em Encruzilhada do Sul. O evento contou com a presença de autoridades e familiares dos homenageados.
Professora Felicidade Aurora Bibiano dos Santos, nascida em 4 de agosto de 1890 na localidade do Pinheiro, 4° distrito. Senhora educada, elegante, simpática, generosa, religiosa e sempre com um olhar para as necessidades dos seus semelhantes, necessidades estas materiais e espirituais. Disposta sempre a ajudar materialmente e até mesmo com um bom conselho e apoio, para aquelas pessoas que chegavam até ela em busca de amenizar ou solucionar algum problema. Muitos do interior e da cidade, aprenderam as primeiras letras do alfabeto e assinar o próprio nome com a Professora Aurora.
Casada com o honrado fazendeiro, referência em administração rural, Emilío Bibiano dos Santos, casamento este que gerou 8 filhos: LiIi Santos Azambuja, Celma Klaffer, Nair Alves dos Santos, Célia Alves dos Santos, Elma Alves dos Santos, Plácido Alves dos Santos, Tácito Alves dos Santos e Giovane Alves dos Santos (hoje todos falecidos), tendo como netos : Januário Santos Azambula, Jorge Luiz Azambuja e Vera Lúcia Azambuja.
O neto Januário Santos Azambula, conhecido como Narinho, empresário de sucesso com o tradicional Mercado Aurora, situado na Rua 4 de Dezembro. Também pecuarista, Narinho preserva a fazenda onde residiam seus ancestrais.
A Professora Aurora faleceu em 4 de dezembro de 1958, na Rua General Osório n° 302, deixando um legado de dedicação ao próximo, merecendo todo nosso respeito e possíveis homenagens póstumas.
Senhor Marcos José Freitas, agricultor e comerciante foi casado com Maria Elza Freitas de Freitas, casamento que gerou cinco filhos: José Antônio de Freitas (Toninho), José Marco de Freitas, Rosane Maria de Freitas, Luiz Tadeu de Freitas e Tânia Regina de Freitas, netos e bisnetos. Seu Marcos sempre teve muito orgulho de ter formado esta família linda e de bom caráter.
Seu Marcos começou suas atividades na agricultura no interior do município na localidade de Dom Marcos na década de 1950, mais tarde veio para as proximidades da cidade onde iniciou suas atividades comerciais, permanecendo até o ano de 1968. Após, se instalou na Rua Ernesto Dorneles onde abriu o Armazém do Marcos e ali permaneceu até sua morte em 28 de janeiro de 2013. Nestes 45 anos como comerciante conquistou muitos clientes e amizades tornando seu comércio um ponto de referência da cidade. Chamava a atenção de todos por ser uma pessoa muito prestativa, precisando de alguma coisa bastava procurar o seu Marcos.
Justificada homenagem póstuma, declarando carinho e gratidão a essa pessoa tão especial e querida na nossa cidade.
Fonte: Câmara de Vereadores 
Edição: Jornal 19 de Julho