Vera Cruz confirma primeiro caso de leptospirose

0
532

As consequências do contato com a água, a qual muitas pessoas foram expostas em decorrência da enchente, começaram a aparecer. Durante a última semana, sete casos suspeitos de leptospirose seguiram para analise no Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen/RS). Um deles foi confirmado e os outros seis ainda estão em análise.

Publicidade

A leptospirose é uma doença infecciosa causada pela bactéria do gênero Leptospira, comumente adquirida através do contato com água ou solo contaminados pela urina de animais infectados, sobretudo ratos. Após eventos como enchentes, há um aumento do risco de transmissão. Há nesse cenário do Estado um risco elevado de infecção. A penetração da bactéria no corpo ocorre através da pele e é facilitada quando existe a presença de algum ferimento ou arranhão. A ingestão de água ou alimentos contaminados também é transporte para a Leptospira.

Atenção aos sintomas

De acordo com a enfermeira Caroline Setti, responsável pela Vigilância epidemiológica de Vera Cruz, pessoas que estiveram expostas à água da enchente por período prolongado, equipes de socorristas, de resgate e voluntários com exposição prolongada a água devem estar alertas aos sinais da doença. “Sintomas como febre, dores de cabeça, dores no corpo, especialmente nas panturrilhas, são fortes indicativos da doença. Podem vir acompanhados de náuseas e vômitos em alguns casos”, sinaliza.

Publicidade

Os primeiros sintomas podem aparecer de dois a 30 dias após contato com a contaminação. A enfermeira orienta ainda que aos primeiros sinais da doença, seja buscado atendimento junto à unidade básica de saúde referência. Após a consulta, os casos suspeitos são encaminhados para a vigilância epidemiológica, onde é feita a coleta de sangue para análise após o sétimo dia de sintomas. “Assim que coletado, o material é enviado ao Lacen/RS. O resultado sai em sete dias. A sugestão do Ministério da Saúde, neste caso específico, é para que ministremos o antibiótico para reduzirmos os sintomas. Diante do cenário que vivenciamos, é possível que mais casos apareçam nos próximos dias”, acrescentou.

Tétano

Também está disponível nas unidades de saúde do município a vacina antitetânica. Ela faz parte do calendário vacinal adulto e infantil.
O tétano é uma doença grave, causada pela bactéria Clostridium tetani que pode estar presenta tanto na terra como em fezes de animais e humanos, plantas e objetos. É uma doença grave que causa infecção na pele e pode paralisar a musculatura. Sem tratamento correto, pode levar à mor

Fonte: Portal Arauto