Eduardo Leite pede abertura de sindicância para investigar conduta de PMs em prisão na capital

0
694

Por determinação do governador Eduardo Leite, a Corregedoria da Brigada Militar abriu uma sindicância para apurar as circunstâncias da abordagem de policiais do 9° Batalhão da Brigada Militar em ocorrência no Bairro Rio Branco, em Porto Alegre, na manhã do último sábado (17), em que dois homens foram conduzidos à 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento.

Após realizarem depoimentos e perícias, ambos foram liberados. A Polícia Civil registrou dois boletins de ocorrência – um por lesão corporal e outro por abuso de autoridade – e investigará os casos por meio de novos depoimentos de testemunhas e análise das imagens.

Publicidade

O caso

Uma discussão entre dois homens, no Bairro Rio Branco, viralizou nas redes de sábado (17) porque um homem agredido com faca chamou a polícia e acabou detido. Ele é o motoboy Everton Henrique Goandete da Silva, 40 anos, que é negro e foi atingido levemente, com a arma branca, por um homem branco, grisalho, com quem teve uma discussão. Nas redes sociais há clamor para que o episódio seja investigado por racismo.

Chamados para intervir, policiais do 9º Batalhão de Polícia Militar detiveram em flagrante Everton por desacato à autoridade, porque consideraram que ele estava agressivo. O homem que portava a faca também foi detido em flagrante. Após serem levados para o plantão de uma delegacia da Polícia Civil, ambos acabaram liberados, para responder pelos delitos em liberdade.

Fonte: Portal Arauto