Identificado criminoso morto durante assalto a agência bancária em Santana da Boa Vista

0
3911

O homem que foi morto com um tiro na cabeça, durante o assalto ao banco do Banrisul de Santana da Boa Vista, na sexta-feira, 8, já praticou crimes e foi preso em Venâncio Aires. Marco Antônio de Carvalho, o Véio, de 47 anos, estava foragido há mais de um ano e é apontado pelo delegado regional, Luciano Menezes, como autor de crimes violentos na região. Em Venâncio, Véio foi preso no dia 15 de agosto de 2008, apontado como autor de assaltos.

Conforme o delegado, Véio e seu bando quase foram presos na manhã do dia 17 de março, após uma investida dos agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), de Santa Cruz e da Polícia Civil de Venâncio.

O bando planejava o roubo de uma carga de fumo e se escondia em um sítio, na localidade de Linha Campo Grande, interior de Venâncio. A ação da PC afugentou o bando e impediu o assalto.

Menezes disse que Véio é um dos indivíduos envolvidos na morte de Sílvio Aloísio Soder, o Tuti, de 64 anos, praticada na noite de 13 de fevereiro, na localidade de Linha Eugênia, interior de Santa Cruz. Durante o latrocínio, um irmão de Tuti foi ferido com um tiro, mas se recuperou.

Buscas

O Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar segue as buscas ao demais integrantes do bando que praticou o assalto ao banco. Além de Véio, que foi morto, outro quadrilheiro foi preso e três fugiram. Um deles está ferido.

A BM afirma que um dos procurados é morador do interior de Venâncio e outro, de Santa Cruz. As buscas acontecem em todo o Vale do Rio Pardo, mas principalmente na região de Encruzilhada do Sul.

Fonte: Folha do Mate / Texto: Alvaro Pegoraro