Presidente do Instituto Butantan é o 1º brasileiro a receber condecorações do governo da China

0
320
Além da premiação do país parceiro, Dimas Covas e o Butantan receberam outras homenagens pelo combate à pandemia da Covid-19 e na realização de pesquisas na área
O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, recebeu no último sábado (30) duas premiações concedidas pelo governo da China, se tornando o primeiro brasileiro da área de saúde a receber o Friendship Award e o Great Wall Friendship Award, condecorações máximas a estrangeiros que fizeram contribuições de destaque para a modernização do país. A homenagem foi anunciada pelo vice-primeiro-ministro do país asiático, Liu He, em cerimônia online.
“A ciência não tem fronteiras”, afirmou Liu, convocando chineses e especialistas de outras nacionalidades a trabalharem juntos pela prosperidade e progresso mundial. O vice-primeiro-ministro estendeu suas congratulações aos demais homenageados e agradeceu pelo apoio no desenvolvimento da China.
Durante a cerimônia online, Dimas Covas definiu o prêmio como uma prova de que a parceria entre Brasil e China pode criar impacto positivo na humanidade. O Butantan é parceiro de duas farmacêuticas do país asiático, a Sinovac e a Bravovax. Dimas lembrou que a relação com a Sinovac começou antes da pandemia, no início de 2019, e se intensificou a partir de junho de 2020, quando o Butantan começou a implementar os ensaios clínicos de fase 3 da CoronaVac no Brasil.
Segundo Dimas, um dos grandes desafios foi combater a pandemia em seus estágios iniciais. “Graças à CoronaVac, tivemos acesso a uma vacina logo no início de 2021, permitindo que o governo brasileiro lançasse a campanha de imunização”, completou. Atualmente, a vacina do Butantan e da Sinovac é o imunizante mais usado no mundo: mais de 2 bilhões de doses foram entregues a mais de 40 países. No Brasil, foram aplicadas mais de 100 milhões de doses, fornecidas ao governo federal e a governos estaduais.
“Essas não foram conquistas que realizei sozinho, e há muitas pessoas que também são merecedoras desse prêmio”, ressaltou Dimas, agradecendo à equipe do Butantan, ao governo de São Paulo e à Sinovac. “Infelizmente, a pandemia ainda não acabou. Muitos ainda sofrem com a Covid-19 e muitos mais ainda terão que lidar com as consequências dessa terrível doença. Não vou parar por aqui. Continuo meu esforço para oferecer avanços científicos às pessoas ao redor do mundo e estreitar ainda mais nossa relação estratégica com a China e nossos parceiros chineses.”
Desde sua criação, em 1991, o Friendship Award homenageou 1.799 profissionais de mais de 60 nações. No período 2020/2021, o reconhecimento foi concedido a 100 especialistas estrangeiros de 32 países. Já o Great Wall Friendship Award, que existe desde 1999, já reconheceu o trabalho de 206 pessoas nas áreas de redes de inteligência, indústria verde, desenvolvimento na área de saúde e medicamentos, economia digital, cooperação internacional e tecnológica.
Premiações nacionais
Dimas Covas também foi homenageado pela ABHH (Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia) durante o Congresso Brasileiro de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular, realizado no dia 27 de outubro. A condecoração foi dada em reconhecimento pela trajetória, realizações e contribuições que o cientista materializou ao longo de 40 anos de carreira.
No mesmo mês, o Instituto Butantan e seu presidente foram homenageados pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e pela Universidade de São Paulo (USP) em reconhecimento ao trabalho desenvolvido durante a pandemia de Covid-19. O Colar Carlos de Souza Nazareth, homenagem da ACSP ao Butantan, e a medalha Armando de Salles Oliveira, prêmio da USP para Dimas Covas, foram recebidos em mãos pelo presidente em duas cerimônias distintas, no dia 5 de outubro.